Food Porn: A influência das fotos de comida nas redes sociais!

Você se sente impactado com as fotos de comida que aparecem no feed das suas redes sociais? Imagino que sim. Um detalhe interessante que eu gosto de mencionar, é que a fotografia gastronômica tem retorno imediato do dinheiro investido. Demais, né?!


Pois bem, vou explicar a vocês como funciona esse efeito impressionante das fotos de alimentos na telinha do seu smartphone, e esclarecer de onde surgiu e o que significa o termo: food porn.



O que é Food Porn


Food porn é uma forma provocante, exagerada e tentadora de apresentação visual da comida ou da própria alimentação na publicidade, capaz de abrir o apetite de quem está vendo. Apesar de pornografia ser relacionada à sexualidade, nesse caso, o ponto de vista da palavra "porn" não está se referindo a imoralidade, mas sim à uma sensação cativante e instigante que é gerada com a foto da comida.


O termo "pornografia alimentar" teria sido usado pela primeira vez em 1978 numa obra de Frank Chin, denominada "Railroad Standard Time." No entanto, o primeiro uso comprovado vem da obra da crítica feminista Rosalind Coward, Female Desire, na qual ela escreve:


"É importante perceber que o termo "pornografia alimentar" não se relaciona estritamente com a conexão frequente estabelecida ao longo da história, entre comidas e conteúdo sexual. Nos Estados Unidos, pornografia alimentar é um termo aplicado quando "fabricantes de alimentos capitalizam uma reação contra comidas de baixas calorias e dietéticas anunciando gostosuras com altos teores de gorduras e muito potencial de entupimento de artérias". A origem do termo nesse sentido foi atribuída ao Center for Science in the Public Interest que começou a publicar uma coluna regular denominada"Right Stuff vs. Food Porn" no seu periódico Nutrition Action Healthletter em janeiro de 1998."


As representações food porn na maioria das vezes são de alimentos com alto teor calórico, sobremesas açucaradas, pratos exóticos que despertem o desejo de comer ou simplesmente a glamourização de ingredientes para uma receita não muito light.


Porém, o food porn não define apenas imagens de comidas pesadas e gordurosas, a única regra é que a apresentação do alimento seja capaz de despertar um forte desejo de comer. A pornografia alimentar, muitas vezes, assume a forma de fotografia de alimentos com um estilo que apresenta a comida de maneira provocativa, de uma forma semelhante à fotografia glamourosa e à fotografia pornográfica.


Helena Jacob, especialista em jornalismo gastronômico, explica que o que realmente impacta a sociedade até hoje é a espetacularização da comida, o exagero. O sexo na pornografia é muito exagerado, muito espetacular. Então o food porn é classificado como uma pornografia por olhar para a comida com essa premissa, de que o alimento também tem que ser exagerado e espetacular. “É consumir algo que é muito além do necessário para o prazer, é tratar a comida como fetiche”, conclui.



Food Porn nas redes sociais


A dimensão do food porn é gigante! No Instagram, principal rede social na popularização desse tipo de postagem, há cerca de 236 milhões de publicações com essa hashtag (dado coletado dia 18/08/2020) e esse número obviamente cresce constantemente.


Já no Google Trends, é possível observar que o termo food porn começou a crescer a partir de 2013 e chegou ao seu pico de popularidade em fevereiro de 2016, no mundo inteiro.


O termo "pornografia alimentar" mudou ao longo do tempo e hoje, ha inúmeras variações em seu uso. A popularidade de mostrar a comida de uma forma apelativa e apetitosa é conduzida pelos usuários do Instagram, Snapchat, Facebook, Twitter e outras redes sociais no Brasil e no mundo.


O uso de hashtags permite aos usuários conectarem seus interesses comuns e documentarem tudo que lhes interessa, tais como cultura, calorias, apresentação, sabores e qualquer coisa que acrescente autenticidade à determinado prato de comida.



A fotografia Food Porn


O fundamento do termo food porn, mais utilizado hoje, é como um consumismo culinário. Desta forma, o alimento, independente de ser saudável ou engordurado, tem que ser mais atraente do que ter qualidade. O prato de comida tem que chamar a atenção para que se tenha desejo de consumi-lo e, de fato, seja impactado a ponto de ser comprado e consumido!


Eu como fotógrafa gastronômica, busco sempre realizar fotos cativantes e visualmente sedutoras para que o consumidor final seja impactado com cada alimento.


Quando uma pessoa é influenciada de forma grandiosa e assertiva, ela também é instigada a postar fotos do alimento nas redes sociais para que outras pessoas o vejam e assim o restaurante é cada vez mais popularizado. Ou seja, todos ganham no final!


Finalizo com a seguinte pergunta: como estão as fotos do seu bar/restaurante nas redes sociais? Se estiver precisando melhorar sua comunicação visual através de fotos profissionais que possam ou não ter o estilo food porn eu posso te ajudar.




Marcia Moreno Fotografia

www.marciamorenofotografia.com

marciamorenofotografia@gmail.com

88 visualizações

© 2016 Marcia Moreno Fotografia | Todo o conteúdo do site é protegido pela Lei de Direitos Autoriais Nº 9610/98.